Connect with us

Sociedade

Suspeita de falsificação leva ARMED a proibir venda de lote da fralda Lauroderme

Published

on

Num comunicado acabado de chegar à redacção do Correio da Kianda, a Agência Reguladora de Medicamentos e Tecnologias de Saúde (ARMED) proíbe e suspende, até novas orientações, a importação, comercialização e utilização das fraldas de marca Lauroderme com o lote 07MS17, por adulteração do prazo de validade, o que indicia falsificação do produto.

“Todas as entidades de saúde que tiverem em sua posse o produto acima descrito, devem imediatamente proceder ao inventário e devolver ao importador/fornecedor”, diz o Despacho assinado pela directora geral da ARMED, Katiza Mangueira, tornado público esta sexta-feira, 29.

A ARMED orienta ainda que os importadores devem proceder à recolha e inventário do produto em causa e comunicar à Agência para o cumprimento das formalidades subsequentes.

“Os Gabinetes Provinciais da Saúde devem apoiar no sentido de assegurar o cumprimento do disposto no presente despacho, diz o comunicado a qual tivemos acesso.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas