Connect with us

Politica

Sputnik V: Ministério sem vacina para administrar segunda dose

Published

on

O Ministério da Saúde emitiu um comunicado a informar que encontra-se, de momento, sem a componente dois da vacina Sputnik V. No mesmo documento, a qual o Correio da Kianda teve acesso, o MINSA informa que os utentes que devem tomar a segunda dose da referida vacina, precisam aguardar a convocatória pelos canais habituais.

Sem informar a data para retorno da vacinação com a Sputnik V, o Ministério da Saúde informa ainda  que a segunda dose das vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Sinopharm continuam
a ser administradas nos locais habituais.

De recordar que o Presidente da República, João Lourenço, e a Primeira Dama, Ana Dias Lourenço, foram vacinados ao princípio da tarde desta terça-feira, 20, com a Sputnik V, completando assim, a segunda dose que asseguram a imunização face à ameaça da pandemia da covid-19.

A Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia de Moscou e financiada pelo Fundo de Investimento Directo Russo (RDIF).

Angola conta com 41.227 casos positivos, 973 mortes, 34.893 recuperados e 5.361 activos.

Casal presidencial recebe segunda dose da Sputnik V

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas