Connect with us

País

Sorteio para aquisição de moradias na centralidade do Zango 5 terá transmissão televisiva no dia 20

Redação

Published

on

O sorteio para aquisição de moradias na centralidade do Zango 5, município de Viana, em Luanda, será feito no dia 20 deste mês, com transmissão televisiva, em directo, anunciou, ontem, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, a ministra do Ordenamento do Território e Habitação.

Ana Paula de Carvalho, que participou no 10º Fórum Urbano Mundial disse ser essa a melhor maneira de mostrar transparência no processo de distribuição de moradias.

De acordo com a ministra, o sorteio de casas com transmissão televisiva, em directo, foi decidida por causa do elevado número de pessoas que se inscreveram para concorrer por uma moradia no Zango 5, numa altura em que a quantidade de habitação disponível é menor que a procura.
Um total de 157.431 candidatos está inscrito para 2.390 casas.

A governante garantiu que serão efectuados sete sorteios, para igual número de tipologias de moradias disponíveis naquela centralidade. “O sorteio vai funcionar por via de um programa computacional, que está a ser desenvolvido”, garantiu.

Para evitar a suspeição no processo, Ana Paula de Carvalho disse que o sorteio vai ser feito de forma aleatória, para as diversas tipologias de moradias.

Instado a explicar os meandros do processo, a ministra disse que todos os concorrentes da tipologia A1 e B, por exemplo, serão confinados no mesmo sorteio, assim como as moradias geminadas, isoladas e apartamentos, em diferentes.

“Com essa ferramenta, o processo vai acabar por ser muito simples, sem motivos para dúvidas por parte dos concorrentes e da sociedade” disse confiante a ministra.

O equipamento está a ser desenvolvido por uma instituição académica nacional e fazem parte técnicos dos Ministérios do Ordenamento do Território e Habitação, Telecomunicações e Tecnologias de Informação e do Instituto de Supervisão de Jogos.

O elemento relevante neste processo tem a ver com o facto de a entidade que organizou as inscrições não fazer parte da comissão encarregue de preparar o sorteio.

A Imogestim vai disponibilizar os códigos de barra dos candidatos, numa operação cujo actor é o dispositivo informático que vai determinar os contemplados das moradias.
Após a realização dos sorteios, a lista dos contemplados será divulgada no Jornal de Angola, Portal do Governo e redes sociais, devendo serem salvaguardados os nomes das pessoas, para evitar exposição.

Futuras urbanizações vão comportar aspectos culturais

A ministra do Ordenamento do Território e Habitação anunciou que as futuras urbanizações a serem erguidas no país, deverão incorporar aspectos da cultura local,assim como a preservação do património cultural para o desenvolvimento urbano.

Ana Paula de Carvalho, que falava à margem do encerramento do 10º Fórum Urbano Mu-ndial,disse que Angola leva do evento o compromisso da inclusão do património cultural nas futuras urbanizações do país. A ministra do Ordenamento do Território e Habitação disse que a inclusão do património cultural no desenvolvimento urbano deve ser planificado para evitar o crescimento desordenado das cidades.

“Angola leva como lição a necessidade de preservar a cultura e inovação nas políticas de desenvolvimento urbano, no âmbito da Nova Agenda Urbana das Nações Unidas”.

Segundo a ministra do Ordenamento do Território e Habitação, os governos foram instados, mais uma vez, neste fórum, a desencadearem esforços para ter cidades inclusivas.

Declarou que na construção das novas cidades tem de se pensar nos portadores de deficiência. A cidade polaca de Katowice vai acolher, em Agosto de 2022, o 11º Fórum Urbano Mundial. O facto foi anunciado ontem, durante o acto de encerramento.

Além da exibição de imagens da cidade que vai albergar o próximo evento da Organização das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (UN-Habitat), a cerimónia de encerramento foi marcada pela apresentação dos momentos mais importantes dos seis dias de actividades.
Procedeu ao encerramento do evento a directora-executiva da UN-Habitat, Maimunah Sharif, numa cerimónia, na qual intervieram, também, várias personalidades do país anfitrião, Nações Unidas e a representante da Associação Latino-Americana de Pessoas com Deficiência.

Ontem, após o encerramento do 10º Fórum Urbano Mundial, que decorreu sob o lema “Cidades de Oportunidades: Conectando a Cultura e Inovação”, o pavilhão de Angola ainda recebeu visitas, com destaque para a do ministro da Habitação e Urbanismo do Mali, acompanhado de membros da sua delegação.

Hama Arbi, que interagiu com a homóloga angolana sobre alguns aspectos de interesse comum, manifestou vontade de visitar o nosso país, nos próximos tempos. O Jornal de Angola publicou, ontem, um ante-título que nada tem a ver com a matéria inserta, pelo que pedimos aos leitores as nossas sinceras desculpas pelo lapso.

 

JA

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (20)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania