Connect with us

Politica

“Somos geração de resiliência”, diz líder juvenil no Dia Internacional da Juventude 

António Cassoma

Published

on

Em alusão ao Dia Internacional da Juventude,  celebrado hoje, organizações políticas e sociais realizaram várias actividades alusivas a data.

A JMPLA, braço juvenil do MPLA, liderada por Crispiniano dos Santos, apelou hoje, em Luanda, aos jovens angolanos, a reflectirem sobre o seu papel na sociedade, com espírito de resiliência, proactividade, esperança, determinação, além de serem geradores de ideias criativas, inovadoras e impactantes.

Crispiniano disse que só assim será possível contornar as dificuldades que vivemos, promovendo a auto-sustentação, como princípio impulsionador das mudanças revolucionárias que queremos ver nas nossas vidas e no nosso país.

 “A juventude é o actual crude de Angola e a agricultura o novo petróleo”, disse.

Na ocasião, o líder da JMPLA fez o lançamento da 2ª fase da Campanha Nacional de Doação de Sangue, sob o lema: “O seu sangue é a minha vida”, que decorre em todo país, até o dia 15 de Agosto, do corrente ano. Durante a campanha, a JMPLA pretende doar mais de dez mil bolsas de sangue.

Privilégios

Por sua vez, o líder do Movimento dos Estudantes de Angola (MEA), Francisco Teixeira, em alusão ao Dia Internacional da Juventude, promoveu, na manhã de hoje, em Viana-Zango, uma mesa redonda que juntou vários jovens. Na ocasião, criticou as políticas governamentais viradas para a juventude no país.

“Vivemos num país onde os jovens não têm acesso a educação, ao emprego e a habitação”, lamentou, e disse que apenas “quem é membro da JMPLA tem direitos”.

Teixeira reforçou aos jovens o espírito de reivindicação dos seus direitos, “é necessário nos unirmos para pressionar o Estado, com manifestações e entrevistas aos órgãos de comunicação social, para que o governo ousa o nosso clamor”.

O líder juvenil considera que a juventude angolana anda a reboque da JMPLA e questiona o paradeiro dos programas traçados para os jovens:

“Os jovens não filiados a JMPLA não têm tido benefícios”, disse e questiona, “onde é que está o PROJOVEM? Onde está o PAPE? Por isso, reafirmamos que os únicos beneficiários de todos os projectos destinados a juventude é a JMPLA, e a maioria da juventude ficaram a sua sorte”.

Francisco Teixeira disse, na ocasião, que esta data deve levar-nos a várias reflexões sobre a situação actual da juventude angolana. Segundo ele, “precisamos de nos mobilizar para exigir justiça e igualdade que todos nós merecemos”.

O Dia Internacional da Juventude celebra-se a 12 de Agosto, por resolução da Assembleia Geral da ONU, em 1999, em resposta à recomendação da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, reunida em Lisboa, de 8 a 12 de agosto de 1998.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (75)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD