Connect with us

Sociedade

Sobrelotação causa morte de dois detentos e desmaio de outros 30 no Cazenga

Published

on

Dois cidadãos que se encontravam presos nas celas do Comando Municipal da Polícia Nacional no Cazenga perderam a vida nesta quarta-feira, 03, numa das unidades hospitalares, depois de desmaiarem no interior das celas, em consequência da sobrelotação, falta de água e alimentação.

Segundo o porta-voz da Polícia Nacional em Luanda, os desmaios no interior das duas celas começaram por volta das seis horas da manhã, alegadamente por causa da superlotação. Nestor Goubel disse ainda que a falta de ventilação, aliada ao estado de desnutrição por parte dos detidos esteve na origem dos desmaios.

Além das duas mortes, mais de 30 outros detidos também sofreram desmaios, e foram socorridos para os hospitais dos Cajueiros e da Somague, onde receberam tratamento.

O oficial superior disse que 28 detidos receberam alta hospitalar e já retornaram novamente nas celas. um dos detidos, identificado por Mateus Ribeiro, de 47 anos, continua internado no hospital dos Cajueiros, devido ao estado clínico.

O super-intendente assegurou que a corporação está a tomar medidas necessárias, de modo a prevenir situações do género.

Segundo uma fonte do comando municipal do Cazenga, face ao agravar da situação dos arguidos, mais de 40 detidos foram colocados em liberdade nesta terça-feira, e receberam dos magistrados do Ministério Público e do Juiz de Garantia as respectivas solturas.