Connect with us

Mundo

Sobe para 18 número de mortos em ataque a campos de deslocados na RDC

Published

on

O número de mortos nos bombardeamentos de sexta-feira contra dois acampamentos de deslocados no leste da República Democrática do Congo (RDCongo) subiu para 18, informou hoje o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA).

O Governo congolês e os Estados Unidos acusaram o Ruanda e o grupo rebelde Movimento 23 de Março (M23) da autoria dos ataques.

Em contrapartida, o Ruanda responsabilizou o grupo rebelde Forças Democráticas para a Libertação do Ruanda (FDLR), fundado em 2000 por líderes do genocídio de 1994 e outros ruandeses hutus exilados na RDCongo, que colabora com o exército congolês.

O M23 – constituído em 04 de Abril de 2012, quando 300 soldados das Forças Armadas da RDC se sublevaram por alegado incumprimento do acordo de paz de 23 de Março de 2009, que dá nome ao movimento, e pela perda de poder do seu líder de então, Bosco Ntaganda – voltou a pegar em armas no final de 2021, depois de uma década adormecido.

Desde então, conquistou grandes áreas do território do Kivu do Norte e provocou a deslocação de centenas de milhares de pessoas naquela província.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.