Connect with us

Politica

SINSE e SIC reforçam estratégia de trabalho para o combate a Criminalidade

Published

on

As instalacões Gerais dos Serviços de Investigação Criminal – SIC, no Município de Cacuaco, em Luanda, recebeu na manhã desta quinta-feira (10), uma visita de alto nível, chefiada pelo General Fernando Garcia Miala, que se fez acompanhar dos seus adjuntos.

Entre os propósitos da visita, destacam-se o fortalecimento da accão operativa dos dois órgãos de segurança, sobretudo na partilha de informações cruciais para prevenção, combate e desmantelamento de redes criminosas, bem como reforçar a cooperação e coordenação institucional, visando o alcance de resultados preventivos, principalmente no domínio do combate ao crime organizado transversal no território Nacional.

Após o encontro de Alto nível entre as Chefias do SINSE e do SIC, o mais alto chefe da secreta angolana, acompanhado pelo Comissário-Chefe de Investigação Criminal António Paulo Bendje, percorreu em visita guiada a acima referida instalações, onde inteirou-se das condições de trabalho e acomodação dos efectivos nesta instituição, e recebeu informações sobre a projecto já aprovado e publicado em Diário da República para as obras de adequação das Infraestruturas às reais necessidades do Órgão.

Fernando Garcia Miala, ressaltou a necessidade dos dois órgãos continuarem a caminhar de mãos dadas nas suas tarefas à todos níveis, por serem, de acordo com o número um da secreta Angolana, “irmãos gémeos”, daí, referiu, que ambos, devem tirar o melhor aproveitamento na partilha de informacões.

“Rejeito categórica e veementemente, qualquer barreira negativa entre o SIC e o SINSE” Disse, acrescentando, “não admitir barreiras de partilha de informações entre os dois órgãos”.

A visita de Fernando Garcia Miala as instalacões do SIC, mereceu reconhecimento do Director Geral do SIC, que em gesto de agradecimento,referiu, que o encontro vai reforçar de forma determinante o âmbito da cooperação e amizade institucional, o que levará as duas Instituições a terem os melhores resultados no domínio da segurança pública.

Participaram do encontro o Chefe Adjunto do SINSE e os Directores Nacionais Membros do Conselho de Direcção daquele Órgão

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Maurício Borges

    11/02/2022 at 12:07 pm

    Aleluia! Isso é que é sentido de Estado. No actual figurino de criminalidade que o país vive, e Luanda em particular, a troca de informações entre as duas instituições é fundamental. Em Angola já existe grupos criminosos com características operacionais das Mafias italiana, chinesa e russa. Logo, não pode ter o enfrentamento como se estivéssemos na era de “Luís Kafrique” “Sabata” e outros.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *