Connect with us

Politica

Sindicato contra censura da Comissão de Gestão da TV Zimbo

Published

on

Num comunicado emitido nesta segunda-feira, 05, o Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) diz condenar o acto de censura a que foi alvo a rubrica “Directo ao ponto”, da TV Zimbo, espaço de análise económica do jornalista Carlos Rosado de Carvalho, no último fim-de-semana, em Luanda.

O comunicado surge na sequência da denúncia feita pelo também economista, Carlos Rosado de Carvalho, que se viu impedido de abordar naquela estação de televisão, um tema relacionado com o caso que envolve o director do Gabinete do Presidente, Edeltrudes Costas, por enriquecimento indevido, depois de uma reportagem emitida há cerca de um mês pela TVI de Portugal.

Segundo o comunicado assinado pelo seu secretário geral, Teixeira Cândido, “as suspeitas que recaem sobre o director do gabinete do Presidente da República é um assunto de interesse público”, tal como estabelece o artigo 11º da Lei de imprensa e, por esta razão, “considera deplorável o argumento utilizado pela Comissão de Gestão para impedir a abordagem” do assunto na rubrica “Directo ao ponto”.

A nota termina lembrando que a TV Zimbo e qualquer outro órgão de Comunicação Social, tem o “dever de estar ao serviço do interesse público e da sociedade e não de grupo de pessoas, quaisquer que sejam as qualidades ou funções que exerçam”, encorajando, por outro lado, os jornalistas daquela estação a denunciarem eventuais actos de interferência na gestão editorial do canal.

À Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA), o sindicato solicitou a desempenhar o seu papel.

Lembrar que Carlos Rosado de Carvalho tornou público a denúncia, no último sábado, através das suas redes sociais, de que tinha sido informado que o tema agendado para abordar na edição de sábado, 3, no principal serviço noticioso da estação, era inoportuno.

Na publicação que tem como título “Ponto final no Directo ao ponto”, Carlos Rosado de Carvalho escreve que “O caso Edeltrudes Costa” seria o tema do programa, mas, contudo, foi impedido, o que o levou  a recusar a proposta de apresentar outro tema, bem como a continuar a fazer a rubrica, na TV Zimbo.

PONTO FINAL no DIRECTO AO PONTO“O caso Edeltrudes Costa” seria o tema do DIRECTO AO PONTO deste sábado 3 de Outubro…

Publicado por Carlos Rosado de Carvalho em Sábado, 3 de outubro de 2020

Fundada em 2008, A TV Zimbo, juntamente com os demais órgãos do grupo Medianova (a Rádio Mais e o jornal O País) foi confiscada, em Julho deste ano, pela Procuradoria-Geral da República, no âmbito do processo de recuperação de activos criados com fundos públicos, e entregue ao Estado. Na sequência, o ministro de tutela, Manuel Homem, criou uma Comissão de Gestão coordenada pelo antigo PCA da TPA, Paulo Julião.

Colunistas