Connect with us

Sociedade

SIC detém funcionário das FAA que vendia vaga por 500 mil kwanzas no Cuando Cubango

Published

on

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), do Cuando Cubango, deteve e apresentou publicamente ontem um funcionário da Caixa Social das Forças Armadas Angolanas, que comercializava vagas para inserção e promoção aos postos superiores, e cobrava 400 a 500 mil kwanzas.

O cidadão de 34 anos, que comercializava as vagas com a ajuda de outros funcionários do Registo Civil de Menongue, foi detido em flagrante delito, no dia 4 deste mês, quatro meses depois de investigação, e a ele pesam os crimes de associação criminosa, corrupção, peculato e recebimento indevido de vantagens.

Com ele, avançou o porta-voz no Cuando Cubango, Paulo Dias de Novais, foi apreendido um livro e assentos de nascimento falsificados e mais de 500 mil kwanzas, resultante da comercialização das referidas vagas aos postos de major, bem como o seu telemóvel onde contém dados de comunicação da própria rede, e “o SIC e outros órgãos do MININT estamos a trabalhar no sentido de se determinar os presumíveis comparsas que têm emitido de modo fraudulento assentos de nascimento para facilitar estas práticas maléficas”, disse o porta-voz em declarações à rádio Cuando Cubango.

Por Pedro Kididi