Connect with us

Sociedade

SIC detém cidadão que invadiu residência da adida italiana em Angola

Published

on

O Serviço de Investigação Criminal apresentou na manhã desta segunda-feira, 10, cinco cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 21 e 37 anos,  implicados nos crimes de associação criminosa, ofensas a integridade física, ameaças de morte e tentativa de agressão sexual. Dentre os cinco, 0 destaque recai para um dos marginais que foi detido pelo SIC, depois de se fazer passar por entregador de encomendas, utilizando para o efeito, indumentária da empresa “TUPUKA”, e  invadiu a residência da adida da Embaixada Italiana em Angola, causando danos a integridade física da Adida. 

De acordo com o porta-voz do SIC – Luanda, Fernando de Carvalho, em declarações ao Correio da Kianda, o cidadão que se fez passar de entregador de encomendas, chegou ao apartamento da consular de 60 anos, bateu a porta, e logo que a cidadã Italiana abriu, desferiu golpes com objectos contundentes a mesma, e no interior da residência, arrastou a consular pelos cabelos até a cozinha, onde se armou com uma faca de cozinha,  e com este mesmo objecto, ameaçou-a de morte e abuso sexual,  caso não lhe fosse entregue altas quantias monetárias não especificadas.

Dada a resistência, o suposto meliante levou consigo apenas trinta mil kwanzas e um computador da consular, tendo a posterior colocando-se em fuga depois de aperceber-se de movimentos da vizinhança no edifício.

A par deste, o SIC apresentou ainda quatro cidadãos, que na condição de  falsos taxistas, surripiaram pertences de passageiros que solicitaram os seus serviços.