Connect with us

Sociedade

SIC detém cidadão acusado de promoção de pornografia infantil

Published

on

O Serviço de Investigação Criminal procedeu ontem a apresentação de um indivíduo, implicado na invasão de dados informáticos de algumas mulheres para aliciamento e promoção de pornografia infantil.

O porta-voz do SIC geral, Manuel Halaiwa, conta a forma como o acusado procedia e diz que diligências continuam para identificar e deter outros implicados.

“O SIC apurou que nestas trocas de mensagens com as cidadãs, uma destas foi mobilizada e aliciada, a fotografar uma menor de nove anos, e portanto partilhar as imagens dos órgãos genitais desta menor, que se presume que era para a promoção de pornografia infantil, mas o SIC já está no encalço desta cidadã para que também seja responsabilizada pelos seus actos”, avançou.

O sociólogo Jeremias Alberto deplora a atitude do acusado e apela os cidadãos sobre os perigos de expor as fotos íntimas nas redes sociais.

“As redes socias podem ser consideradas como um filme de terror, porque ali tem todo mundo, e se olharmos para aquilo que tem acontecido actualmente, as redes sociais chegam a ser muito mais perigosas do que qualquer uma outra coisa, para aquelas pessoas que não sabem usar a ferramenta”, salientou.

Colunistas