Connect with us

Sociedade

SGA alerta sobre vandalização e ocupação ilegal no aeroporto do Moxico

Published

on

A directora da Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA) do Moxico defendeu esta segunda-feira, 6, a necessidade de aquisição de câmaras de vigilância e binóculos, para reforçar a fiscalização do perímetro do aeroporto “Comandante Dangereux”, no Luena.

Dionísia Adão falava à imprensa depois da visita do governador Ernesto Muangala no aeroporto do Luena, onde constatou a vandalização de meios como a cerca e cabos eléctricos, ocupação ilegal de terra e construção anárquica.

A gestora disse que, além desses materiais, “os vândalos furtaram parte do arame de vedação, facilitando o acesso de cidadãos ao perímetro aeroportuário”.

Acrescentou ainda a responsável que, “apesar da existência de efectivos dos órgãos de defesa e segurança pública, a fiscalização continua fraca, a julgar pelo reduzido número de agentes, para um perímetro de 13 quilómetros quadrados.”

Entretanto, Dionísia Adão defendeu “a necessidade de aquisição de câmaras de vigilância e binóculos, para reforçar a fiscalização”.

Por seu turno, o vice-governador do Moxico para a área técnica e infra-estrutura, Wilson Augusto, afirmou que o governo local vai levar a cabo um trabalho de desmatação ao longo do perímetro, com vista a proporcionar melhor visibilidade à torre de controlo e aos órgãos de segurança e fiscalização do espaço.

O governante disse de igual modo que “as autoridades administrativas poderão, igualmente, implementar um plano de sensibilização da população ao redor, para se acabar com a vandalização e construção anárquica nas proximidades do perímetro do aeroporto”.

Colunistas