Connect with us

Mundo

Serviços secretos britânicos alertam que o EI planeia cometer “devastadores” ataques na Europa

Published

on

O diretor-geral dos serviços secretos britânicos MI5, Andrew Parker, adverte que o Estado Islâmico (EI) ainda quer cometer “devastadores” e “mais complexos” ataques na Europa após perder território no Médio Oriente.

O responsável do MI5 (interno) vai avisar sobre esta situação durante uma conferência dos diretores dos serviços de segurança europeu que será realizada hoje em Berlim.

No seu discurso, cujos alguns extratos foram adiantados hoje à imprensa, Parker vai destacar que os serviços secretos poderão enfrentar ameaças pela “força e a resistência dos nossos sistemas democráticos, a resistência das nossas sociedades e os valores que compartilhamos com os nossos parceiros europeus”.

O diretor-geral dos serviços de contra-espionagem fará este discurso depois de uma pessoa ter morrido e outras quatro pessoas terem ficado feridas no sábado em Paris num ataque com faca cometida por um homem que foi depois abatido pela polícia.

Entre outras coisas, o diretor do MI5 vai indicar que doze atentados terroristas foram frustrados no Reino Unido desde o ataque contra o Parlamento britânico em 2017.

Com este número, o número total de ataques frustrados pelos serviços de segurança desde 2013 ascende a 25.

Além disso, Parker irá criticar a Rússia após o envenenamento no passado 4 de março em Salisbury, sul de Inglaterra, do ex-espião russo Sergei Skripal e da sua filha Julia com um agente nervoso, do qual as autoridades britânicas responsabilizam o Kremlin.

Segundo o diretor, com esse ataque, Moscovo fez “flagrantes violações das regras internacionais”.

Parker qualificará a tentativa de assassinato dos Skripal de uma “deliberada” e “maliciosa” atividade, com consequências -dirá- para a Rússia porque se arrisca a ficar mais isolada.

Ao mesmo tempo, irá destacar a importância dos serviços de inteligência europeus manterem a “cooperação” para enfrentar a ameaça terrorista.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas