Connect with us

Mundo

“Ser vacinado ‘não’ impede propagação da COVID-19”, decide Suprema Corte de Nova York

Published

on

A Suprema Corte do estado de Nova York (EUA) ordenou que todos os funcionários da cidade de Nova York que foram demitidos por não terem sido vacinados fossem reintegrados com salários atrasados.

O tribunal concluiu nesta semana, que “ser vacinado não impede que um indivíduo contraia ou transmita a COVID-19”. O prefeito da cidade de Nova York, Eric Adams, afirmou, no início deste ano, que seu governo não recontrataria funcionários que foram demitidos por causa de sua situação de vacinação.

A cidade de Nova York demitiu cerca de 1.700 funcionários por não terem sido vacinados no início deste ano, depois que a cidade adoptou um mandato de vacina sob o ex-prefeito Bill de Blasio.

Colunistas