Connect with us

Mundo

Segundo candidato mais votado pede anulação das presidenciais do Chade

Published

on

O segundo candidato mais votado nas presidenciais no Chade, Succès Masra, ganha no dia 06 pelo líder da junta militar no poder, Mahamat Déby, anunciou no domingo que pediu a anulação das eleições, consideradas “uma farsa eleitoral”.

A Agência Nacional para a Gestão das Eleições atribuiu na quinta-feira a Masra 18,53% dos votos contra 61,03% do presidente de transição, Mahamat Idriss Déby Itno, que o tinha nomeado primeiro-ministro quatro meses antes das eleições.

Na quinta-feira à noite, algumas horas antes do anúncio dos resultados oficiais, Masra reivindicou “a vitória na primeira volta”, de acordo com uma compilação de votos efetuada pelos seus activistas em todo o país.

Após o anúncio dos resultados provisórios, pelo menos nove pessoas, incluindo duas crianças, foram mortas e 63 ficaram feridas em Ndjamena, a capital chadiana, por disparos do exército, confirmaram fontes médicas.

Os soldados dispararam para o ar com armas pesadas e automáticas em Ndjamena e em várias cidades do sul do país conhecidas pelo seu apoio à oposição, em aparente celebração, desmontada por vários activistas, que consideraram os tiros como uma forma de dissuadir os apoiantes da oposição de se reunirem para se manifestar.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.