Connect with us

Politica

“Sector privado deve ser o motor para o crescimento económico do país”

Published

on

“O Governo de Angola pretende que o sector privado seja o motor para o crescimento económico do país”, disse, o Presidente da República, João Lourenço, durante o seu discurso no Fórum Empresarial Itália-Angola, esta quinta-feira, 25, em Roma.

Por esta razão, exemplificou o Chefe de Estado angolano, “iniciamos em 2019 um vasto programa de privatizações de activos da esfera patrimonial do Estado”.

“Já foram privatizados 92 activos e vamos estender este Programa até ao ano de 2026 com a privatização de mais 73 activos. Trata-se de activos e empresas que são muito rentáveis quando nas mãos do sector privado e uma fonte segura para os investidores italianos terem uma oportunidade de investir em Angola, em parceria ou não com investidores angolanos”, apresentou, João Lourenço.

O Presidente da República apresentou também o interesse de Angola em diminuir a dependência de importações de fármacos.

“O país é um grande consumidor e importador de fármacos para todos os fins, sendo o Estado, através do Ministério da Saúde, o maior comprador. Para inverter esta situação de dependência, temos interesse particular em atrair investimento privado italiano na indústria farmacêutica de produção de medicamentos, vacinas e material gastável de consumo hospitalar corrente para um mercado de mais de trinta e três milhões de consumidores e a possibilidade de exportar para mais de cem milhões de consumidores dos países limítrofes de Angola”.

A visita do Presidente da República à Itália terminou hoje com vários instrumentos jurídicos de cooperação assinados.

A primeira visita de Estado de um presidente angolano à Itália ficou marcada ainda pela condecoração de João Lourenço com a Ordem do Mérito da República Italiana.

Reuniões com o presidente Sergio Mattarella, a Primeira-Ministra italiana, Giorgia Meloni e empresários italianos foram outros pontos fortes da visita de João Lourenço ao país europeu.

Angola quer oportunidades para empresários nacionais na Itália