Connect with us

Politica

Samakuva e general Tchiwale entre as figuras convidadas pelo PR para almoço da Paz

Published

on

O país assinala, no próximo domingo, 4 de Abril, 19 anos desde o alcance da paz efectiva, depois de 27 anos de guerra civil.

Para marcar a data, o Presidente da República, João Lourenço, vai oferecer um almoço à figuras da história política do país.

A lista de convidados, a que o Correio da Kianda teve acesso, consta Isaías Samakuva, Lucas Ngonda, Ngola Kabango, Lopo do Nascimento, Jorge Valentim, Geraldo Abreu Ukwachitembo Kamorteiro, Amadeu Amorim.

Constam ainda da lista, Ermelinda Jamba, Tony da Costa Fernandes, Santana André, Pitra Petroff, Roberto de Almeida, Paulo Tchipilica, Julião Paulo Dino Matross, José Tchiwale, José Condessa de Carvalho “Toka”, João Luís Neto “Xietu”, Hermínio Escórcio, Diogo Ventura, Benigno Vieira Lopes “Ingo”, Armando da Cruz Neto, Francisco Magalhães Paiva “Vunda”, António dos Santos França “Ndalu”, Alexandre Rodrigues “Kito”, além do vice-presidente, Bornito de Sousa.

Miraldina Jamba e Luzia Inglês são as duas únicas mulheres na lista.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Pedro Henrique

    31/03/2021 at 2:14 pm

    UNITA DE ACJ IGUAL À BOKO HARAM DA NIGÉRIA

    Quando o então líder da Unita, Dr. Isaías Samakuva, apontava Alcides Sakala ou Pedro Cachiungo para substitui-lo no XIII congresso ordinário da Unita, apregoava-se em voltar a ter uma Unita com um líder de carácter violento e sem performance para convívios urbanísticos, visto que o perfil daqueles que almejavam o cadeirão máximo do partido como ACJ e o Genaral Kamalata Numa arrastariam novamente a Unita nos confrontos que deixaram 70% do povo angolano ao relento, sem hospitais e outras infras-estruturas de apoio social.

    Na visão de Samakuva, o último congresso não centraria somente na substituição do líder do partido, mas também na alteração do pensamento politico e ideológico do mesmo no sentido de aconchegar a UNITA ao asfalto e à sociedade em geral.

    Porem, nota-se o desnível político que se tem configurado na Unita desde que Adalberto tornou-se presidente, que segundo alguns analistas coloca esse partido na lista dos 4 grupos mais radicais do continente africano, pela forma como tem passado de organização de vocação política para um grupo extremista e de ataques violentos a pessoas singulares e sobretudo a Instituições.

    Neste final de semana, viralizou um vídeo de um militante da UNITA, a quem Adalberto tem formatado aproveitando-se dos seus desvios mentais, para ofender a comentarista do programa Política no Feminino “Maricel Capama” e o Executivo do Presidente João Lourenço.

    A forma como ACJ tem feito política na base do conflito, porque compreende que a qualquer momento por obrigação da Direcção do partido deverá deixar a liderança da Unita, tem feito do seu partido uma organização com o mesmo perfil terrorista do grupo Boko Haram do Estado Nigeriano.

    JOÃO CAXITO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *