Connect with us

Politica

Samakuva considera JES e seu Governo como sendo a “raiz” de todos os males em Angola

Published

on

O presidente da UNITA,I saías Henriques Ngola Samakuva, apresentou nesta segunda – feira no complexo Sovismo, município de Viana, em Luanda, a réplica da mensagem sobre Estado da Nação do Presidente da República, João Lourenço.

Num acto que contou com altos membros do seu partido, e testemunhado por vários órgãos de comunicação social, Isaias Samakuva rebateu vários pontos da mensagem sobre Estado da Nação de João Lourenço, tendo enaltecido as medidas por si tomadas, pelo que considerou de corajosas.

O líder do maior partido da oposição no País, reconhece os esforços de João Lourenço, e considerou o momento político actual como sendo importante, crucial, interessante e envolvente, por estarem os Angolanos a testemunhar pela primeira vez um presidente da república que reconhece os erros cometidos pelo seu partido e da sua governação, que tiveram sérios impactos nas conflitualidades que o País viveu, e no estado de falência moral e financeira em que se encontra.

Samakuva falou da Gestão do antigo governo, liderado por José de Eduardo dos Santos , e considerou como sendo o regime que mais sofrimento causou aos Angolanos, e olha para João Lourenço como sendo um suposto salvador da pátria.

” O Presidente João Lourenço parece ter entendido o clamor do povo por mudança, se o faz apenas para salvar o MPLA ou para permitir o resgate da pátria só o tempo dirá. Disse no seu discurso.

Para Samakuva, os actos de coragem demostrado por João Lourenço no seu primeiro ano de mandato, colocam-no mais próximo dos anseios do povo, que clamam por mudança tal como advogada pela UNITA.

Isaias Samakuva, considera ser um equívoco, o discurso dos que dizem que João Lourenço terá esvaziado o papel da oposição democrática na república, e diz ser o contrário, por ser o dever do Presidente da República enquanto titular do poder executivo, vir ao encontro dos anseios do povo por mudança.

” E é assim que deve ser, a democracia concretiza-se precisamente quando o representante que governa adopta como agenda do Estado democrático a satisfação dos anseios dos governados, isto é assim, porque democracia significa governo do povo pelo povo e para o povo. Disse!