Connect with us

Desporto

Sagrada Esperança terá de pagar Kz 21 milhões ao Ndieu Massadila

Published

on

O Tribunal Supremo condenou o Clube Sagrada Esperança a pagar mais de 21 milhões de kwanzas, resultante do processo laboral desportivo movido pelo central Ndieu Massadila.

Segundo o acórdão divulgado pelo JA, a trama teve início em 2018. Após o término do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, o Girabola, quando o atleta saiu de férias e, para seu espanto, foi notificado, via telefone, por um dos responsáveis do clube a informá-lo que não mais devia regressar, pois já não fazia parte dos planos para a época seguinte.

De acordo com o documento, a direcção do Sagrada Esperança tentou tirar proveito da “falta de cultura jurídica” do jogador e obrigou Massadila a assinar um documento que atestava a ausência do mesmo do local de trabalho durante quatro meses, mas o requerente se recusou, pois não correspondia com os factos.

O central decidiu ficar uma época inteira sem jogar para salvaguardar os seus direitos, enquanto lesado, e decidiu junto do advogado Egas da Piedade Viegas chegar a um acordo com o clube, mas assim não aconteceu.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.