Connect with us

Politica

SADC conta com Centro de Operações Humanitárias e de Emergências

Published

on

Com o propósito de “viabilizar uma resposta devidamente sincronizada a casos de desastres e apoiar os Estados-Membros afectados”, a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) criou um Centro de Operações Humanitárias e de Emergências.

Segundo relatório apresentado na Cimeira Extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo da SADC realizada esta segunda-feira, 20, em formato virtual, mais de 61 milhões de pessoas da região da SADC estão afectadas pela seca e inundações induzidas pelo El Niño, “que se faz sentir em vários sectores, incluindo na agricultura e na segurança dos meios de subsistência, na segurança alimentar, na nutrição, na saúde, na água e na energia”.

“O Centro de Operações Humanitárias e de Emergências entrou em funcionamento no dia 28 de Abril deste ano, na sequência da assinatura da maioria de dois terços dos Estados-Membros”, informou João Lourenço, enquanto presidente em exercício da SADC.

O Chefe de Estado angolano disse, igualmente, esperar que com esta iniciativa, a região possa estar melhor preparada para fazer face a situações de desastres a longo prazo.

SADC precisa de USD 5,5 mil milhões para combater efeitos da seca e cheias

Colunistas