Connect with us

Mundo

Rússia ordena ofensiva total depois de acusar Kiev de negar-se ao diálogo

Published

on

O Ministério da Defesa da Rússia ordenou hoje ao Exército iniciar uma ofensiva em todas as direções depois de acusar Kiev de se negar a sentar-se na mesa de negociações com o Kremlin.

“Depois que a parte ucraniana recusasse o processo de conversas, hoje dei a todas as unidades a ordem de iniciar a ofensiva em todas as direções em correspondência com o plano da  operação”, declarou em conferência de imprensa o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Ígor Konashénkov.

O militar recordou que a véspera, “depois das declarações do regime de Kiev sobre a sua disposição ao diálogo se detiveram as ações de combate nas principais direções da operação”, mas agora, a operação foi retomada.

Konashenkov destacou o avanço das milícias separatistas de Donetsk e Lugansk, que tomaram novos povos com ajuda do Exército russo na direção de Rubézhnoye.

“Hoje as forças da república popular de Lugansk avançaram a uma profundidade de 46 quilómetros e tomaram os povos de Schastie e Murátovo”, informou, ao destacar que as milícias de Donetsk avançaram 10 quilómetros e se apoderaram de Starognátovka, Otkiabrskaya e Pavlópol.

 

EFE