Connect with us

Mundo

Rússia diz que Ucrânia se está a hipotecar a si mesma aos Estados Unidos

Published

on

O presidente do parlamento da Rússia (Duma estatal), Vyacheslav Volodin, acusou, esta sexta-feira, a Ucrânia de se hipotecar aos Estados Unidos da América (EUA), ao receber ajuda militar e económica de “milhares de milhões de dólares” por parte do governo de Joe Biden para combater contra os russos.

Para Vyacheslav Volodin, os Estados Unidos estão a tentar lucrar com a guerra enquanto endividam as futuras gerações de ucranianos. “Lend-Lease é um empréstimo de mercadorias, e não é barato: muitas gerações futuras de cidadãos ucranianos pagarão por todas as munições, equipamento e alimentos que os Estados Unidos fornecerão”, disse, no parlamento, citado pela agência de notícias Reuters.

“Volodymyr Zelensky [presidente ucraniano] está a conduzir o país para um poço de dívidas”, acrescentou.

As declarações do parlamentar russo surgem após a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos ter aprovado, na quinta-feira, uma lei que permitirá simplificar o programa de empréstimos e assistância militar à Ucrânia e a outros países do leste europeu contra a ofensiva russa. Foi também anunciado que a administração de Biden irá pedir ao Congresso mais de 33 mil milhões de dólares para ajudar a Ucrânia, além dos quase 13,6 mil milhões de dólares aprovados em março.

29 de Abril é o 65.º dia da invasão russa da Ucrânia. Dados da ONU apontam para a morte de quase três mil civis na guerra iniciada a 24 de Fevereiro e alerta que o número real poderá ser muito maior.