Connect with us

Mundo

Rússia anuncia mandado de captura contra antigo redactor de discursos de Putin

Published

on

O Ministério do Interior da Rússia anunciou esta sexta-feira, ter emitido um mandado de busca e captura contra Abbas Galliamov, um cientista político e ex-redactor de discursos do Presidente russo, Vladimir Putin.

Galliamov, que se encontra exilado em Israel e que foi considerado “agente estrangeiro” pelo Ministério da Justiça russo, em Fevereiro, fica assim incluído na lista negra do Ministério do Interior, acusado num processo criminal não especificado, segundo a agência Tass.

O cientista político, de 50 anos, trabalhou para o Presidente russo entre 2008 e 2010, apesar de ter deixado o serviço público após a anexação da península da Crimeia, em 2014.

Galliamov foi incluído nesta lista do Ministério do Interior um dia após a divulgação de uma entrevista à Radio Free Europe, na qual falou sobre o seu trabalho como redactor de discursos de Putin.

Na entrevista, Galliamov explica a evolução de Putin de uma pessoa lógica, que não se sentia ameaçada pela oposição russa ou pela NATO, até se tornar uma pessoa irracional “muito preocupada em revelar força”.

“Ninguém poderia prever que a Rússia se tornaria uma espécie de Estado fascista”, reconheceu o cientista político.

Galliamov disse ter ficado muito desapontado com o recente discurso sobre o Estado da Nação em que Putin tentou “normalizar a guerra”, confirmando que vai convocar eleições presidenciais em 2024 e que deverá concorrer de novo.

Prevê que Putin nomeará Dmitri Medvedev como primeiro-ministro nos próximos meses, para que este assuma a culpa pela derrota mais do que provável no campo de batalha ucraniano.

“Ele não quer assumir a responsabilidade pela derrota. É um homem forte. Para ele, ser responsável pelas derrotas é a pior coisa que se possa imaginar. Ele quer ter certeza de que não é culpado disso (da derrota), pelo menos aos seus próprios olhos, aos olhos dos seus amigos”, concluiu Galliamov.

Colunistas