Connect with us

Sociedade

Rio Lova: CATOCA garante que vazamento não provocou mortes na RDC

Published

on

A sociedade mineira de Catoca informa, em comunicado enviado à redacção do Correio da Kianda, no final desta sexta-feira, 10, que o vazamento de polpa da bacia de rejeitados para o Rio Lova, não provocou mortes na vizinha República Democrática do Congo. Como prova das informações, cita estudo de impacto ambiental realizado pelo laboratório AmbiÁfrica.

O comunicado surge em consequência de notícias postas a circular que dão conta de que o recente incidente na bacia de rejeitados, que provocou turbidez das águas do rio Lova e adjacentes, terá causado a morte de 12 pessoas e deixado 4200 pessoas doentes, na RDC.

A empresa mineira reitera que com o estudo apresentado está descartada a presença de metais pesados na água dos rios afectados pelo vazamento de polpa da bacia de rejeitados, em consequência do incidente registado no seu sistema de drenagem de rejeitados, mais concretamente uma ruptura na conduta que funciona como vertedor, que causou o vazamento no rio Lova e adjacentes.

Catoca garante, entretanto, que a bacia de rejeitados contém apenas misturas de rochas naturais, como areia e argila, e a composição da matéria corresponde aproximadamente aos fluxos de lama na estação chuvosa e não contém componentes químicos externos, o que os permite afirmar que tal situação não representa risco de vida para as populações afectadas.

“Quando registamos o incidente a nossa equipa agiu imediatamente para estancar a ruptura e, até final de Julho o processo ficou normalizado”, esclarece acrescentando que o principal objectivo do momento, para a empresa diamantífera é minimizar o impacto do acidente, “ajudando as comunidades locais e trabalhando em cooperação com especialistas de diferentes instituições públicas e privadas para prevenir quaisquer futuros acidentes”.

Pode ler-se ainda, que decorrem trabalhos para a realização de uma auditoria independente as estruturas hidráulicas e a outras instalações de produção com o envolvimento de especialistas internacionais para identificar e eliminar o risco de incidentes semelhantes no futuro, uma acção recomendada pela Comissão Multissectorial que acompanha a realização do trabalho.

Impacto ambiental: Catoca descarta presença de metais pesados no rio Lova após vazamento

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (13)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (88)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD