" />
Conecte-se agora

Politica

Restos mortais de Jonas Savimbi serão exumados sem honras de Estado

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, anunciou, nesta quarta-feira, em Luanda, que os restos mortais do antigo líder da UNITA, Jonas Savimbi, serão exumados sem honras de Estado.

Angop

Publicados

on

- SAVIMBI - Restos mortais de Jonas Savimbi serão exumados sem honras de Estado

Em declarações à imprensa, à margem de um encontro de avaliação da “Operação Transparência”, Pedro Sebastião reafirmou que as condições para a exumação estão criadas.

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República argumentou que não se tratará de um funeral oficial, uma vez que – disse – o antigo presidente da UNITA não pertencia à “família governamental”, quando faleceu.

Sobre este assunto, o Presidente da República, João Lourenço, esclareceu, em Dezembro último, na sua segunda entrevista colectiva, que o Executivo está pronto para ajudar a organizar o acto de exumação dos restos mortais de Jonas Savimbi, esperando apenas pela decisão da direcção daquele partido.

Pedro Sebastião precisou que não existem razões para se fazer paralelismos com o funeral de Estado dado ao também falecido general Arlindo Chenda Pena “Ben-Ben”, antigo chefe-adjunto do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA).

A esse respeito, o vice-presidente da UNITA, Raul Danda, afirmou esta noite, à TV Zimbo, que o seu partido “não solicitou funeral com honras de Estado”, tendo exigido somente a entrega dos restos mortais à família.

Disse que a direcção da UNITA e a família de Jonas Savimbi estão em sintonia em relação à forma como se pretende sepultar o antigo líder político, e reafirmou a intenção de o fazerem na sua terra natal, antes da realização do Congresso do partido, este ano.

A Comissão Multisectorial para a Exumação, Trasladação e Inumação dos Restos Mortais de Jonas Savimbi tinha agendado para 20 de Dezembro transacto o enterro do ex-líder da UNITA, morto em combate, a 22 de Fevereiro de 2002, o que não aconteceu.

Na base do atraso está o facto de a UNITA exigir a realização de colheitas de amostras dos restos mortais, para serem submetidos a exames de ADN, em três laboratórios por si escolhidos no exterior do país, a fim de certificar que as ossadas correspondam às do seu líder fundador.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (9)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (167)

Editor

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (8)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (10)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (41)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação