Connect with us

Sociedade

Restos mortais da médica transladados para Luanda

Published

on

Os restos mortais da médica Dívia Francisco Cabinda, de 31 anos de idade, foram transladados do Dundo (Lunda Norte) hoje, sexta-feira, para Luanda, onde deverão ser sepultados. A médica Dívia Francisco Cabinda foi encontrada quarta-feira morta no seu apartamento, na centralidade do Mussungue, província na Lunda Norte.

O corpo da vítima foi retirado do apartamento pelo Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, após terem sido chamados para extinguir um incêndio.

Segundo o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Maurício Elalo, o corpo apresenta ainda sinais de várias facadas.

O Serviço de Investigação Criminal, de acordo com o seu porta-voz Verissímo Pandamar, deteve o marido da vítima por suspeita de ser o autor do crime.

A malograda, médica formada em clínica geral, trabalhou no Departamento Provincial de Saúde Pública na Lunda Norte, como chefe das grandes endemias e formadora nacional da assistência integral das doenças de infância.