Conecte-se agora

Dipanda

Responsável destaca importância do 11 de Novembro para os angolanos

Redação

Publicados

on

responsável destaca importância do 11 de novembro para os angolanos - MANUEL LOUREN  O - Responsável destaca importância do 11 de Novembro para os angolanos

Fonte: Angop

A afirmação foi feita segunda-feira dia 06/11 , em Menongue, sede capital do Cuando Cubango, pelo director provincial do Jornal de Angola, Lourenço Manuel, quando dissertava sobre o tema “Angola e os 42 anos de Independência”, enquadrada nas festividades de mais um aniversário da Independência Nacional, a assinalar-se a 11 de Novembro.

Acrescentou os melhores filhos de Angola tiveram de trabalhar arduamente, e com todos os meios ao seu alcance, para a conquista da liberdade e autodeterminação do povo angolano, uma vez que já estavam cansados da opressão colonial.

Destacou na luta de libertação nacional figuras como as de Ngola Kiluanje, Jinga Mbandi, Mutu Ya Kevela, Mandume e Ekuikui, que lutaram contra a ocupação colonial, continuada mais tarde por Hoji-Ya-Henda, Agostinho Neto, Tchiweka e tantos outros heróis que se bateram pela liberdade dos angolanos.

Disse que ao comemorar 42 anos de independência e 15 de paz efectiva em Angola, os angolanos podem afirmar, sem qualquer receio, que muita coisa boa já foi feita e que a grande obra de pacificação e reconciliação realizada nos últimos anos fez renascer a uma nova Angola a que todos aspiram que sejam um bom lugar para viver.

Para o palestrante, qualquer balanço dos 42 anos da Independência de Angola, proclamada a 11 de Novembro de 1975, passa pela evocação do período de guerra que o país viveu até Abril de 2002, ano em que a paz foi definitivamente instaurada em todo território nacional.

Considerou que a paz conquistada por Angola, em 2002, abriu portas para o crescimento do país.

Disse que o governo angolano, fruto da independência alcançada há 42 anos, tem dado passos seguros na revitalização da indústria, agricultura, exploração de diamantes, ferro, ouro e na exploração de outros recursos naturais para a diversificação da economia, com o fim último de garantir maior sustentabilidade na melhoria das condições de vida das populações.

Para este desafio do governo, o também director provincial do Jornal de Angola pediu o envolvimento e a participação de todos os angolanos, para que cada um, com base nas suas atribuições, possa participar no desenvolvimento socioeconómico do país.

Acrescentou que o governo continua a encetar políticas na busca de melhoria dos indicadores sociais, na qualidade de assistência à saúde, educação, habitação, redução do desemprego, formação profissional dos angolanos, bem como na reposição das infraestruturas destruídas durante a guerra.

Neste particular, destacou a reabilitação da rede de estradas nacionais, pontes aeroportos, caminho-de-ferro, universidades, hospitais, escolas do primeiro e segundo ciclos, postos de saúde, entre outras acções em todo território nacional.

Lembrou que Angola realizou as suas eleições gerais pela quarta vez desde o alcance da independência, tendo eleito o Presidente João Lourenço.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (224)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (58)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (6)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação