Connect with us

Economia

Relatório do BNA revela que bancos comerciais financiaram economia real em mais 578,19 mil milhões de kwanzas

Published

on

Até ao passado mês de Julho, os bancos comerciais que operam no mercado angolano desembolsaram mais de 578,19 mil milhões de kwanzas, para 18 novos créditos ao sector real da economia, no âmbito do Aviso nº10/2020, de 03 de Abril do Banco Nacional de Angola, sobre a obrigação de valor mínimo a conceder até ao final deste ano, perfazendo um total de 284 créditos concedidos, dos quais 205 com desembolsos efectivos.

O relatório do BNA, ao que o Correio da Kianda teve acesso, refere que o montante desembolsado pelos bancos comerciais até Julho totalizou Kz 326,82 mil milhões de Kwanzas, e representa um acréscimo de 30,83 mil milhões de kwanzas (10,42%) face ao mês de Junho de 2021.

Em termos de distribuição por tipos de empresa que beneficiaram de crédito, em termos de montantes desembolsados, as Grandes empresas receberam um total de 193,40 mil milhões de kwanzas, que representa 59,17% do global. As Médias empresas receberam um total de 125,92 mil milhões de kwanzas (com 38,53%) e as Pequenas e Micro empresas foram as que menos financiamento receberam de, 5,98 mil milhões de kwanzas (com 1,83%) e 1,53 mil milhões de Kwanzas (0,47%), respectivamente.

Em termos numéricos as Médias empresas é que viram aprovados mais projectos, com 95 financiados, representando 48% do global, seguida das pequenas empresas cujos 47 projectos financiados têm uma representatividade de com 24% do global.

Entretanto, os mais de 193,40 mil milhões de kwanzas, que as Grandes empresas que receberam foram para 31 projectos (16% do total). As Micro empresas viram financiados 27, Projectos (14%) financiados pela banca comercial.

O relatório aponta ainda para a criação de um total de 9.294 novos postos de empregos, de Abril a Julho deste ano, como resultado dos financiamentos, onde as médias empresas apresentam-se como as maiores criadoras de emprego, com 53% do total, seguindo-se as grandes empresas com 42%.

O número de bancos que cumpriu o limite mínimo de 2,50% do seu Activo Liquido aumentou de 17 para 18 em relação ao mês de Junho de 2021, nomeadamente Atlântico Milenium, Banco Caixa Geral de Angola (BCGA), Banco Comercial do Huambo, Banco de Comercio e Indústria (BCI), Banco BIC, Standard Bank Angola (SBA), Banco de Negócios Internacionais (BNI), Banco de Fomento Angola (BFA), o BCS, BOCLB, BPG, BVB, FNB, KEVE, BIR, YETU, VTB e BMF.

Os dados, de acordo com o relatóro do banco central angolano, totalizam 284 projectos aprovados pela banca comercial e correspondendo a 61,74% do mínimo estabelecido.

Colunistas