Connect with us

Economia

Refinaria do Soyo vai gerar 16 mil postos de trabalho

Published

on

O Presidente do Conselho de Administração da Refinaria do Soyo, Segun Thoma, disse que a implementação da infraestrutura vai garantir 16 mil novos postos de trabalho.

A ser construída pelo consórcio Quanten Consortium Angola, em três anos, estará na localidade de Matanga, província do Zaire, com a medida Euro 5, tornando-se como a segunda com este padrão em África, podendo produzir, numa primeira fase 250 mil barris-dia.

À imprensa, no final da audiência com o Presidente da República, João Lourenço, Segun Thomas garantiu que a Refinaria vai arrancar dentro de três anos, isto é, em 2025 e, à medida da sua evolução, poderá aumentar a capacidade de produção

“Destaco que a Refinaria do Soyo será a única das duas refinarias africanas a conseguir cumprir com este requisito, o padrão Euro 5, em termos de refinação”, sublinhou. Segun Thomas disse ainda que o projecto vai ser feito em duas fases, sendo que a primeira tem a ver com a construção e a segunda com a produção.

O PCA da Quanten Consortium Angola deu a conhecer que as duas fases do projecto vão gerar, ao todo, 16 mil postos de trabalho, entre directos e indirectos. No que diz respeito aos produtos refinados, o responsável fez saber que a Refinaria do Soyo, operando em altos padrões de qualidade, vai tratar, em primeira instância, gasolina e gasóleo de ultra baixo conteúdo de enxofre.