Connect with us

Politica

“Recolha de assinaturas é estratagema da UNITA para coagir seus deputados” – MPLA

Published

on

O MPLA reagiu na manhã desta segunda-feira, 14, à campanha que o maior partido da oposição promove de recolha de assinaturas para o processo de acusação e destituição do Presidente da República, como um “estratagema que a UNITA criou para coagir os seus deputados”. A afirmação é do Secretário do Bureau Político para Informação e Propaganda dos camaradas, Rui Falcão.

Em declarações exclusivas à Rádio Correio da Kianda, o político disse, por outro lado, que “sabemos, entretanto, que há vários deputados da UNITA que não se reveem naquele requerimento”.

Falcão afirmou, inclusive, que “já há pronunciamentos públicos nesse sentido”. Reconheceu, por outro lado, que “esse é um problema que só diz respeito à UNITA”.

“Nós aguardamos com tranquilidade as cenas dos próximos capítulos”, anunciou.

O também porta-voz do maior partido angolano assegurou que o “MPLA está forte e coeso em torno do mais Alto Magistrado da Nação e agirá em conformidade”, fazendo referência ao último comunicado do BP, que orienta os camaradas a cerrarem fileira em torno do presidente João Lourenço.

De recordar, que a UNITA tem em curso, desde o dia 13 de Agosto, um acto de recolha de subscrição dos deputados para a referida proposta, com previsão de término no próximo dia 18.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.