Connect with us

Mundo

Reaberta embaixada russa no Burkina Faso

Published

on

A Rússia reabriu a sua embaixada em Burkina Faso, que havia fechado em 1992, buscando assim uma aproximação com o país da região do Sahel governado por um regime militar desde o ano passado, e que busca diversificar os seus parceiros desde o seu rompimento com a França.

“Hoje, estamos participando da cerimónia de retomada das actividades na embaixada russa em Uagadugu”, declarou o embaixador russo na Costa do Marfim acreditado em Burkina Faso, Alexei Saltykov, na reabertura da chancelaria no início da tarde desta quinta-feira.

O diplomata russo, que até agora residia em Abidjan, mas tem feito viagens regulares a Uagadugu nos últimos meses, acrescentou que inicialmente chefiaria a missão diplomática em Burkina até que um embaixador fosse nomeado pelo presidente russo Vladimir Putin.

A cerimónia contou com a presença do primeiro-ministro de Burkina Faso, Appolinaire Joachimson Kyélèm de Tambéla, do ministro das Relações Exteriores de Burkina Faso, Karamoko Jean-Marie Traoré, de outros membros do governo e do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas de Burkina Faso, conforme observado por um jornalista da AFP.

A embaixada de Ouagadougou em Moscou foi reaberta em 2013, depois de ter sido fechada em 1996.

Por sua vez, o chefe da diplomacia de Burkina Faso, Karamoko Jean-Marie Traoré, garantiu na cerimónia que o fechamento da embaixada russa há 31 anos não pôs fim à “cooperação” entre os dois países, que inclui “o treinamento de vários de nossos executivos”.

Por AFP