Connect with us

Sociedade

Quintas sem moradores no Bairro Sapú transformados em Locais de sequestros

Dois Jornalistas da Rádio Despertar e mais três cidadãs foram alvos de sequestros, no fim de semana último na via expresso, que por pouco perderiam a vida após serem raptados.

Published

on

Mesmo com as garantias de reforço Policial, a insegurança em quase toda Via-Expressa continua. Os assaltos á mão armada, roubo de viaturas e raptos, são dos crimes mais frequentes que ocorrem naquela via, que liga Cacuaco ao Benfica, uma situação frequente no período nocturno.

Os assaltos são sempre realizados com recurso a arma de fogo, que muitas das vezes resultam em mortes ou ferimentos graves.

Segundo relatos de pessoas que já foram assaltadas, contam que muitos dos assaltos são protagonizados por pessoas que supostamente fazem serviço de Taxi naquela via, conforme contou ao Correio da Kianda Dona Ermelinda que acabava de chegar da Republica da Namibia e decidiu apanhar um táxi para puder leva-la ao Zango, zona onde a mesma vive, mas que infelizmente, acabou por ser levada para a zona da Sapú, depois de lhe ter sido anunciada o assalto.

O mesmo, aconteceu com dois Jornalistas da Rádio Despertar, Jorge Mendes e José Maglhães. Os dois Profissionais daquela estacão emissora, foram raptados por um suposto taxista, que a semelhança da dona Ermelinda, também levou-os a zona da SAPU, após lhes terem sido anunciado o assalto.

Tanto dona Ermelinda e mais três cidadãs que se faziam acompanhar no mesmo táxi, como os Dois Jornalistas da Radio Despertar, contam que foram levadas a Zona de uma quinta abandonada, na zona da SAPU, depois de lhe terem retirado todos os seus pertences e posteriormente abandonados, sem dinheiro para se deslocar as suas residências.

Para além de passarem-se por taxistas, os assaltantes usam outros  métodos para concretizar os assaltos naquela zona,  passa, desde o choque com as viaturas, até ao arremesso de pedras nos vidros.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *