Connect with us

Mundo

PS ganha sem maioria absoluta as eleições em portugal

Redação

Published

on

- Ant  nio Costa - PS ganha sem maioria absoluta as eleições em portugal

O PS ganha mas sem maioria absoluta e o PSD pode ter um dos piores resultados das últimas décadas. Segundo a projeção avançada pela TVI, com base numa sondagem à boca das urnas feita pela Pitagórica, o Partido Socialista ganha estas eleições com um resultado entre os 34,5% e os 38,5%, o que significa a eleição de entre 100 a 112 deputados. Também na projeção feita pela RTP/Católica, o PS alcançará entre 34% e 39% (104 a 112 deputados). Já na projeção ISCTE e ICS, para a SIC/Expresso os socialistas alcançam entre 36% e 40% .

Na projeção da TVI, o PSD de Rui Rio fica, segundo esta projeção, entre os 24,6% e os 28,6%, conseguindo assim entre 68 e 78 mandatos na Assembleia da República. No que toca à sondagem feita à boca das urnas para a RTP os sociais-democratas alcançam entre 27% e 31% (74 a 82 deputados), diferente da projeção da SIC/Expresso, que dá entre 24,2% e 28,2% ao PSD.

 

Bloco é terceira força política

Como terceira força política surge o Bloco de Esquerda – entre 7,7% e 11,7% (alcançando entre 20 e 26 deputados) -, seguida da CDU que, segundo os dados da TVI/Pitagórica, terá entre 6% e 8% (entre 10 e 14 deputados).

Apesar das diferenças, não há alterações nas posições: também nas projeções da RTP e SIC o Bloco surge em terceiro lugar – entre 9% e 12% e 8,9% e 11,9%, respetivamente. Quanto à CDU, a projeção feita pela Católica para a RTP dá entre 6% a 8% e da SIC entre 4,7% e 7,3%.

 

CDS é surpresa pela negativa, PAN pela positiva

Uma das surpresas da noite é o CDS, que atualmente tem 18 deputados e que, segundo a projeção da TVI, arrisca ficar apenas com 3. Segundo a projeção, os centristas alcançam entre 2,9% e 4,9%, isto é, entre 3 e 7 mandatos. No caso das projeções feitas para a RTP e SIC apontam para entre 3% a 5% e 2,4% a 5%, respetivamente.

Outra das surpresas, por razões opostas, é o PAN, que nas últimas eleições conseguiu eleger apenas um deputado agora poderá alcançar entre 2,7% e 4,7%, ou seja, entre 4 a 6 deputados, segundo a projeção TVI/Pitagórica. Nas outras sondagens, o partido surge com entre 3% e 5% (RTP) e entre 2,5% e 4,5%.

 

Quatro partidos entram no Parlamento

Quanto aos partidos sem assento parlamentar que poderão entrar na Assembleia da República, são quatro os casos: Livre, Aliança, Chega e Iniciativa Liberal.

A Iniciativa Liberal fica com entre 0,9% e 2,9%, elegendo entre 0 e 2 deputados, segundo a projeção da TVI/Pitagórica, com entre 0,6% e 2,6% segundo a projeção do ISCTE e ICS para a SIC/Expresso e com 1% a 2% de acordo com a projeção da RTP.

Segundo a sondagem à boca das urnas feita para a TVI, o Chega alcança entre 0,6 e 2,6%, o que poderá significar um deputado. Segundo a RTP, o partido pode alcançar entre 1% a 2% e de acordo com a projeção da SIC entre 0,4% e 2,4%.

Segundo os números apresentados pela TVI, o Aliança pode ficar com entre 0,1% e 1,9% ( pode eleger 1 deputado). Na projeção da RTP também aparece como um dos candidatos a ter assento parlamentar.

Por fim, o Livre pode ficar com entre 0,1% e os 2,1% (pode eleger 1 deputado), segundo os dados da TVI, 0,5% e 2,5%, segundo os da SIC/Expresso, e 1% e 2%, segundo a projeção da RTP.

 

 

Fonte: jornal i

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (306)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (18)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (70)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (11)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação