Connect with us

Economia

PROPRIV rende Kz 561 mil milhões aos cofres do Estado

Published

on

O Programa de Privatização de Activos do Estado, já permite arrecadar para os cofres públicos, mais de 561 mil milhões de kwanzas, desde o seu início há quatro anos.

A informação foi avançada pelo Secretário de Estado do Tesouro e das Finanças, Ottoniel dos Santos, na qualidade de porta-voz da Comissão Nacional Interministerial do programa de privatizações de activos do Estado, a saída da primeira reunião realizada nesta segunda-feira, na cidade alta, em Luanda.

“Desde 2019, altura que arrancou o programa de privatizações, o Governo já encaixou Kz 561 mil milhões aos cofres do Estado, estando em cobrança outros contratos com valores avançados de 394 mil milhões de kwanzas”, disse.

Ottoniel dos Santos, assegurou ainda que estão neste momento algumas prestações já vencidas, no valor de 15,1 milhões de kwanzas.

Os mais de 561 mil milhões de Kwanzas arrecadados até agora, de acordo com o governante, resulta da privatização de de 96 empresas e activos.

“Neste momento, faltam a privatização de outros 82 activos, dos quais 27 com processos em curso, 31 pendentes e 25 por retirar do programa das privatizações”, afirmou.

Inicialmente, o Propriv contava com um total de 195 empresas e activos para privatização, tendo sido reduzido para um total de 178 activos, no quadro das alterações feitas.

Para o secretário de Estado, o nível de execução do Propriv já atingiu os 69%, tendo considerado uma iniciativa promissora no sector da economia do país.

As Empresas TAAG e Sonangol estão entre os activos públicos a serem privatizados, nesta segunda fase do processo que, de acordo com o Secretário de Estado, foi alargado para mais cinco anos.

A referida reunião, foi presidida pelo Ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior. A comissão é integrada por diversos departamentos ministeriais, com destaque para o das Fnanças, Interior, Transportes, entre outros.

Colunistas