Connect with us

Mundo

Progressão do M23 no Leste da RDC preocupa Organização das Nações Unidas

Published

on

A chefe da missão de paz da ONU na República Democrática do Congo, Bintou Keita, afirmou que desde as eleições gerais, ocorridas em Dezembro do ano passado, a expansão militar “sem precedentes” do grupo rebelde M23, no leste do país, “agravou a situação humanitária”, tornando-a ainda mais grave e aumentando substancialmente o número de deslocados.

Bintou Keita, que é também a representante especial do secretário-geral da ONU na RDC, apelou à retirada de todas as forças estrangeiras que operam ilegalmente em território congolês e ao desarmamento dos grupos rebeldes.

A tensão entre as forças militares da RDC e do Ruanda tem crescido desde que o M23 reactivou os combates, a 01 de Outubro de 2023, após meses de relativa calmaria.

Recentemente, o Conselho Norueguês para os Refugiados alertava para o avanço de grupos armados em direcção à cidade de Sake, ponto fundamental para ligar a cidade de Goma, onde vivem mais de 2 milhões de pessoas e que acolhe centenas de milhares de pessoas deslocadas que fugiram de confrontos com grupos armados, ao resto do país, representa uma ameaça iminente a todo o sistema de ajuda no leste da República Democrática do Congo, segundo o Conselho.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.