Connect with us

Destaque

Professores decidem se voltam a greve no dia 15 deste mês

Published

on

Os professores angolanos agendaram para 15 de julho uma reunião geral para decidirem se avançam para a terceira fase da greve nacional, iniciada em abril, alegando que persiste “um descontentamento geral”, apesar das negociações em curso com o Governo.

A posição foi transmitida hoje à Lusa pelo vice-presidente do Sindicato Nacional dos Professores Angolanos (Sinprof), Manuel de Vitória Pereira, tendo apontado como exemplo “o irrisório” número de vagas para a reconversão da carreira, uma das reivindicações dos professores do ensino geral.

De acordo com o sindicalista, o Ministério da Educação garantiu apenas 6.701 vagas para reconversão dos docentes, um número que afirma ser insuficiente face “aos problemas” em todas as províncias.

“Só há 34 vagas na província do Bié. Parece que vai dar problemas, daí que vamos manter encontro com os nossos secretários provinciais”, disse.

Segundo Manuel de Vitória Pereira, esses dados foram revelados “sob pressão” pelo Ministério da Educação de Angola no encontro mantido com o Sinprof na quarta-feira onde o patronato garantiu a implementação de algumas reivindicações dos professores “apenas em 2018”.

“Que tem a ver com a revisão da carreira docente, recenseamento dos beneficiários do subsídio de diuturnidade e tem a ver também com a passagem de uma série de professores do regime probatório”, sublinhou.

Ainda no quadro das negociações, referiu, o Sinprof manifesta-se descontente por persistir no âmbito da classificação laboral e salarial dois pesos e duas medidas, entre docentes com o mesmo histórico e qualificações.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas