Connect with us

Sociedade

Professores de áreas recônditas permanecem sem subsídio de isolamento

Published

on

Há ainda professores em algumas zonas do país que enfrentam várias dificuldades no exercício das suas actividades, disse à Rádio Correio da Kianda, o Secretário Geral do SINPROF.

Admar Ginguma denuncia que em certas localidades, consideradas recônditas, “os professores fazem das salas de aula os seus dormitórios por falta de abrigo”.

Em declarações à Rádio Correio da Kianda, Ginguma lamenta o facto de até o momento não ter sido materializado o subsídio de isolamento acordado entre o Governo e o SINPROF.

No início de Fevereiro, o Governo aprovou para os funcionários públicos e agentes administrativos que trabalham em zonas recônditas e sem ofertas de bens e serviços, subsídios de isolamento, instalação, renda de casa e de preferência, entre outros benefícios atribuídos pelo Estado, que, segundo o Secretário Geral do SINPROF, ainda “não saíram do papel”.

Conforme publicado anteriormente pelo Correio da Kianda, os salários do mês de Maio dos professores estão já a ser processados, com o subsídio de 12,5% e retroactivos desde Março segundo avançou, a Ministra da Educacão, Luísa Grilo.

Professores vão receber salário do mês de Maio com subsídio de 12,5%

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.