Connect with us

Lifestyle

Professor camaronês é o segundo melhor matemático do mundo

Published

on

O professor Abdon Atangana, camaronês, de 37 anos, foi classificado como o segundo melhor matemático do mundo e classificado em 188º entre 195.605 em todas as ciências, tecnologia e engenharia, na lista dos melhores cientistas do mundo, da Universidade de Stanford.

Actualmente, o professor Atangana é um dos principais professores de matemática aplicada na University of the Free State, na África do Sul. É conhecido por ter desenvolvido um novo operador fracionário usado para modelar problemas do mundo real que surgem nas áreas de engenharia, ciência e tecnologia.

Em 2020, o professor Atangana foi reconhecido como um dos 10 cientistas sul-africanos no top dos cientistas na lista global Clarivate Web of Science.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Avelino António Cipriano

    09/12/2022 at 12:30 am

    Adorei a informação a respeito do professor africano Atangana que foi considerado como um dos 10 cientistas sul africano no top dos cientistas na lista global clarivate web of Science
    sou professor africano e para mi é um orgulho e motivação para continuar a fazer bem e melhor o meu trabalho.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas