Connect with us

Politica

Procuradoria cria gabinete para denúncias de corrupção

Published

on

A Procuradoria Geral da República criou um gabinete de inquérito e assessoria, que vai apurar as denúncias e suspeitas de actos criminais levados ao seu conhecimento, anunciou sexta-feira, em Cabinda, o procurador geral da República, Hélder Pitta Grós.

A nova área da PGR, segundo Hélder Pitta Grós, que falava na cerimónia de apresentação do novo sub-procurador geral da República titular para a província de Cabinda, Luís Benza Zanga, deve-se a necessidade de se acompanhar, da melhor forma, os diversos crimes praticados em Angola.

O procurador-geral da República afirmou que a instituição está a estudar mecanismos apropriados que visam combater a criminalidade no país, sobretudo a corrupção e a impunidade.
O magistrado defendeu o estudo de métodos eficazes para “fazer esse combate da melhor forma, quer a nível de Luanda, quer nas restantes províncias do país”. 

Segundo Hélder Pitta Grós, a actual fase que o país atravessa e em que se procura melhorar as práticas de combate à criminalidade, sobretudo à corrupção, à impunidade, ao branqueamento de capitais e outros actos ilícitos, a PGR vê-se a braços para levar a cabo essa actividade, pois, frisou, “não estamos preparados para isso, na medida em que a nossa organização e funcionamento não se adequam ao trabalho que queremos fazer”.

O procurador geral da República pediu mais acção do Ministério Público na denúncia de práticas danosas aos interesses da colectividade. “Em Cabinda, em particular, existem muitos casos que é necessário o Ministério Público dar o primeiro passo, porque quando se devastar a floresta do Maiombe, de forma selvática, o Ministério Público deve aparecer para denunciar, quando as petrolíferas causam danos ao ambiente, não se deve estar passivo à situação ou esperar que outros denunciem, por isso deve ser a Procuradoria a defender os interesses comuns”, disse.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas