Connect with us

Politica

“Processo de destituir o PR morreu”

Published

on

O Secretário do Bureau Político para  os Assuntos Políticos e eleitorais do MPLA, disse neste sábado, 14, à margem da Reunião Plenária Extraordinária da 2.ª Sessão Legislativa da V Legislatura da Assembleia Nacional, que a  iniciativa de acusação e destituição do Presidente da República, João Lourenço, formalizada pelo Grupo Parlamentar da UNITA, morreu, isto depois de  ter sido chumbada e rejeitada com 123 votos contra,  neste sábado.

Segundo o político do MPLA, o processo da UNITA foi abordado e esgotado nos termos regimentais da Assembleia Nacional, pelo que, uma vez chumbada, “a iniciativa da UNITA morreu”.

“O processo foi abordado e foi esgotado nos temos regimentais”, disse, Jú Martins, acrescentando, por outro lado, que a  iniciativa apresentada por um terço dos deputados, foi recebida pela Presidente da Assembleia Nacional, “que convocou a plenária conforme estava previsto e  propôs ou não a criacão de uma comissão eventual, sendo chumbada a comissão eventual, morreu o processo”, rematou.

Segundo o deputado Jú Martins, o país foi posto quase em suspense nessa matéria, por mais de três meses, tendo sublinhado que o Grupo Parlamentar da UNITA usou todas as artimanhas possíveis para intensificar o processo, junto da sociedade civil.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. V

    14/10/2023 at 9:04 pm

    acabo de ler os números acima sitados do regimento da assembleia Nacional não encontro bases para a fundamentação apresentada.A quem pensa

  2. V

    14/10/2023 at 9:05 pm

    acabo de ler os números acima sitados do regimento da assembleia Nacional não encontro bases para a fundamentação apresentada.A quem pensa que tofo Angola é analfabeto

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas