Connect with us

Mundo

Príncipes, ministros e ex-ministros sauditas detidos por corrupção

Published

on

Ocomité anticorrupção, dirigida pelo príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, tem como missão investigar casos de corrupção detetados no reino, informou ainda antes da notícia das detenções a agência oficial SPA.

O novo organismo tem o poder de emitir ordens de detenção e de proibição de viajar para o estrangeiro, além de poder congelar bens dos investigados e adotar outras medidas preventivas ainda antes de os casos chegarem a tribunal.

Fontes citadas pela Al Arabiya, baseada no Dubai, o comité reabriu a investigação de dois casos de corrupção relacionados com as inundações que ocorreram na cidade de Jeddah em 2009 e com o surto de coronavírus, também conhecido como síndroma respiratório do Médio Oriente, que matou cerca de 500 pessoas entre 2012 e 2015.

Ao mesmo tempo que criava o novo comité anticorrupção, o rei Salman anunciava alterações significativas nas autoridades do reino: destituiu o responsável da Guarda Nacional, o comandante da Armada e o ministro da Economia.

Nenhuma fonte oficial explicou por enquanto se as destituições estão relacionadas com as investigações de corrupção.

Até agora estava no comando da Guarda Nacional o príncipe Mobeib bin Abdulah, um dos elementos da família real de alto nível. Será substituído pelo príncipe Jaled bin Ayaf.

O ministro da Economia e do Planeamento, Adel al Faqieh, foi trocado por Mohamed al Tuwaiyri.

A Casa Real saudita não deu explicações sobre as substituições de ambos.

O comandante da Armada, o almirante Abdulah bin Sultan bin Mohamed al Sultan, que vai para a reforma, foi substituído pelo vice-almirante Fahd bin Abdulah al Gifaili.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas