Connect with us

Politica

Primeira-dama e Rainha de Espanha abordam importância da educação de meninas para promoção do empreendedorismo

Published

on

A Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, e a Rainha de Espanha, Letizia Ortiz, abordaram, terça-feira, a importância da educação de meninas e mulheres como factor determinante para o empoderamento.

Ana Dias Lourenço e Letizia Ortiz falaram com mulheres representantes de vários estratos da sociedade angolana, no quadro da visita oficial que o Rei de Espanha, Felipe VI, efectua, pela primeira vez ao país.

No encontro participaram mulheres que intervêm em vários domínios da sociedade, como na educação, saúde, direitos humanos, empreendedorismo e negócios.

As mulheres participantes ao encontro reflectiram sobre o papel da educação como factor de empoderamento de meninas e mulheres, com vista a impulsionar o desenvolvimento sustentável, a identificação de oportunidades de colaboração feminina entre a República de Angola e o Reino de Espanha, nos domínios da educação e empoderamento de meninas e mulheres.

“Eu acredito que não é possível abordarmos os problemas que afectam as mulheres e meninas em todo o mundo sem falar em educação, não é possível falar em empoderamento ou lideranças femininas, em desenvolvimento sustentável, sem falarmos em Educação”, disse a Primeira-dama de Angola.

Durante a sua apresentação, Ana Dias Lourenço considerou que a formação e capacitação das jovens meninas e das mulheres é imprescindível para a sua plena integração no mercado de trabalho formal.

A integração passa, de acordo com Ana Dias Lourenço, pela criação de mecanismos de empreendedorismo, empoderamento feminino e fortalecimento das lideranças femininas para se construir uma Angola mais sustentável, mais igualitária e mais participada.

“As meninas e mulheres aqui presentes representam vários estratos sociais da sociedade angolana, que diariamente trava a luta pela igualdade e por garantir às novas gerações oportunidades de se desenvolverem e de crescerem nas várias esferas da sociedade, na escola, na família, na comunidade, e no mercado de trabalho”, considerou a Primeira-dama.

Foi por este motivo, justificou, que “trouxemos, hoje, ao encontro, com Sua Majestade, professoras, empreendedoras, cientistas, ambientalistas, desportistas, inventoras, mulheres que fazem a diferença, muitas vezes de forma anónima, sem reconhecimento, apenas movidas pelo amor ao seu trabalho e ao seu país”.

O encontro visou abordar de forma abrangente às diferentes perspectivas da sociedade angolana, com vista a incentivar a criação de pontes de diálogo sobre os desafios das mulheres.

Colunistas