Connect with us

Mundo

Primeira-dama da Ucrânia aparece em público pela primeira vez desde início da Guerra

Published

on

A Primeira-Dama da Ucrânia, Olena Zelenska, apareceu neste domingo, 8 de Maio, em público, pela primeira vez desde que se despoletou a guerra no seu país, a 24 de Fevereiro deste ano. Foi na recepçâo à visita surpresa da Primeira-Dama americana, Jill Biden, que a Esposa de Zelensky foi vista pela imprensa.

Foi durante a recepção à Primeira-Dama dos Estados Unidos da América, Jill Biden, que a esposa do presidente ucraniano Wolodymir Zelesnky foi vista, quando recebia a homóloga americana, numa escola no Oeste do país, convertida em abrigo para pessoas que fogem da violência e dos bombardeamentos russos.

Lembrar que no passado mês de Abril, o Presidente da Ucrânia, seu esposo, chegou a afirmar numa entrevista aos repórteres de guerra que cobrem o conflito, que não via a esposa e os filhos há dois meses, desde o dia 24 de Fevereiro, quando a tropas russas começaram a atacar o seu território.

A primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, fez uma viagem surpresa à Ucrânia, neste domingo para mostrar apoio ao povo ucraniano em meio à invasão da Rússia, visitando uma escola que serve de abrigo temporário para as vítimas da guerra e conhecer pessoalmente a primeira-dama da ucraniana, Olena Zelenska.

“Achei importante mostrar ao povo ucraniano que esta guerra tem que parar e que esta guerra foi brutal e que o povo dos Estados Unidos está com o povo da Ucrânia”, disse Jill Biden, citada pelo Washington Post.

“Eu queria vir no Dia das Mães”, referiu enquanto entregava um bouquet de flores a Zelenska. “Pensamos que era importante mostrar ao povo ucraniano que essa guerra tem que parar. E esta guerra tem sido brutal.” Biden acrescentou que “o povo dos Estados Unidos está com o povo da Ucrânia”.

Em resposta, noticiou a Voz da América, a primeira-dama ucraniana disse que “nós sentimos isso”. “Antes de tudo, gostaria de agradecer por este acto muito corajoso”, acrescentou Olena Zelenska, destacando o facto de haver “acções militares todos os dias, onde as sirenes estão acontecendo todos os dias, até hoje”.

Zelenska, a esposa de 44 anos do Presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy, está escondida, junto com seus dois filhos, desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia há 10 semanas.

Depois da recepção, as primeiras damas dos EUA e da Ucrânia, se reuniram a porta fechada numa das salas da escola que abriga os deslocados. A conversa girou em torno da necessidade de se encontrar formas de influenciar a parar o conflito que dura há mais de 70 dias, visto que recentemente, Zelenska terá enviado cartas aos EUA a solicitar apoios.

A Primeira-Dama dos Estados Unidos da América, Jill Biden esteve de visita oficial, neste domingo à Roménia e à Eslováquia e aproveitou deslocar-se de moto até ao local onde está acolhida a família de Zelensky e outros 163 ucranianos deslocados, incluindo 47 crianças.