Connect with us

Politica

Presidente João Lourenço apela à transformação digital inclusiva em Angola

Published

on

O Presidente da República, João Lourenço, disse esta quinta-feira, 13, em Luanda, que o acesso a internet registou um aumento significativo nos últimos anos, com o número de subescritores a atingir mais de onze milhões, sendo que a taxa de penetração passou para trinta e três por cento.

O titular do poder executivo, falava na abertura da quarta edição da maior montra das tecnologias de informação e comunicação em Angola ANGOTIC 2024, que este ano decorre sob o lema, digitalizar, conectar e inovar.

João Lourenço garantiu, por outro lado, que o executivo vai continuar a apostar na construção de infra-estruturas de apoio aos serviços tecnológicos, no sentido de dar maior dinamismo ao processo de inclusão digitais no país.

O Chefe de Estado angolano destacou, igualmente, a importância da aposta no potencial do digital, para que milhões de pessoas possam se beneficiar.

“Precisamos de acções massivas para alcançar uma transformação digital sustentável e inclusiva, para que milhões de pessoas possam se beneficiar, quer globalmente quer em cada um dos países ou regiões a que pertencemos, unindo as indústrias, tecnologias e comunidades para fazer desabrochar o potencial do futuro”, instou João Lourenço.

Por sua vez, o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social disse que o país já se beneficia de serviços de telecomunicações de qualidade.

Falando na cerimónia de abertura do Angotic 2024, Mário Oliveira reconhece, entretanto, que muito ainda deve ser feito para a cobertura total de Angola, citando as infra-estruturas que contribuíram para se atingir este desiderato.

Mário Oliveira não tem dúvidas de que “os referidos investimentos vão fazer com que haja a desejada transformação digital em Angola”.

Ouvida também pela nossa equipa de redacção presente na 4ª Edição do Angotic, a directora de Comunicação Institucional da Angola Telecom disse que a empresa nunca esteve distanciada dos seus principais consumidores.

Elsa Pedro lembrou que Angola Telecom é o suporte da maioria das empresas de telecomunicações em Angola, tendo como core business atender as empresas.

Apesar de ser empresa mãe nas telecomunicações, Elsa Pedro admite que a sua instituição tem enfrentado dificuldades em cobrir todas as províncias do país.

Escute as declarações no Jornal da Noite, às 19 horas, na Rádio Correio da Kianda. Sintonize 103.7 FM ou www.correiokianda.info.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *