Connect with us

Mundo

Presidente do Senegal proíbe saídas de ministros para o estrangeiro

Published

on

O Presidente do Senegal, Macky Sall, anunciou hoje que decretou a proibição de saída do país para os ministros do Governo para prevenir o contágio devido à epidemia de Covid-19, que já acfeta cerca de 80 países.

OPresidente “decidiu reduzir ao mínimo as deslocações dos funcionários públicos no exterior” e “pediu aos ministros que não realizassem missões fora do território nacional”, lê-se numa declaração da Presidência do Senegal, citada pela agência francesa de notícias AFP.

Além da proibição das deslocações ao estrangeiro, o Presidente decidiu também adiar a presença nos eventos oficiais fora da capital, incluindo a realização de um Conselho de Ministros no interior do país, e recomendou também o adiamento da comemoração do Dia da Mulher, no domingo.

No comunicado, anuncia-se também a atribuição de mais de dois milhões de euros para o plano de resposta contra o Covid-19, depois da confirmação de quatro casos no país.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.300 mortos e infetou mais de 95 mil pessoas em 79 países, incluindo oito em Portugal.

Das pessoas infetadas, mais de 50 mil recuperaram.

Além de 3.012 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas, San Marino, Iraque, Suíça e Espanha.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

 

C/ Lusa

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *