Connect with us

Mundo

Presidente do Irão declara o fim do Estado Islâmico

Published

on

presidente do Irão, Hassan Rouhani, anunciou, esta terça-feira, através de uma declaração pública ao país,transmitida pela televisão estatal, que o grupo terrorista autoproclamado Estado Islâmico chegou ao fim.

O Major General do país e alto cargo dos Guardas Revolucionárias, Qassem Soleimani, também fez essa mesma declaração, dando ainda mais força às palavras do presidente iraniano.

Rohani agradeceu, num discurso transmitido pela televisão, a todas as forças militares e políticas envolvidas “nos esforços para acabar com um grupo” responsável pela “maldade, miséria, destruição e assassinato”.

“O Estado Islâmico é um grupo terrorista que foi alimentado e armado pelas principais potências mundiais e alguns países reacionários da região”, denunciou o presidente do Irão referindo-se aos Estados Unidos, Israel e Arábia Saudita.

Na mesma transmissão, o presidente iraniano afirmou que a “erradicação” do Estado islâmico da Síria foi possível graças a uma luta conjunta que contou com a ajuda e participação do Irão.

“A maior parte do trabalho foi realizado pelo povo e pelos exércitos da Síria, do Iraque e do Líbano. Nós ajudamos, com base no nosso dever religioso islâmico”, sublinhou Rohani.

Também na Síria e no Iraque o Daesh tem vindo a perder gradualmente os vastos territórios que conquistou em 2014. 

Recorde-se que as autoridades de Bagdad anunciaram na sexta-feira a reconquista de Rawa, a última localidade controlada pelo ISIS no território iraquiano.

Após a perda de Rawa, os ‘jihadistas’ não têm mais que 4% do território do Iraque, segundo referiu um especialista iraquiano, Hicham al-Hachemi, em declarações à agência francesa France Presse (AFP).

Já ontem, o Exército sírio e os seus aliados expulsaram o Estado Islâmico de Boukamal, última cidade nas mãos da organização terrorista, afirmou uma fonte militar.

Com a perda desta cidade do leste da Síria, o Daesh só controla algumas bolsas naquele território, depois do afundamento do seu ‘califado’ autoproclamado há três anos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas