Connect with us

Diversos

Presidente da UNITA promete respeitar a constituição do poder local

Published

on

O líder  UNITA Adalberto da Costa Júnior, disse  neste domingo, na cidade do Lubango,  província da Huíla, que, caso vença as Eleições Gerais de 24 de Agosto, passa a seguir, no âmbito da institucionalização das autarquias, a constituição do poder local, por ter a sua importância no que concerne à governação de proximidade.

Na ocasião, o candidato da UNITA aconselhou os militantes a não reagirem a qualquer tipo de provocação, seja de quem for, “porque as Eleições Gerais devem ser encaradas com serenidade, responsabilidade e empenho de todos os cidadãos”.

Para Adalberto, as eleições são uma verdadeira festa da democracia, protagonizada através do convívio salutar entre os partidos concorrentes, onde prevalece a escolha do partido vencedor, que passa a ter o direito de formar-governo.

Assim, fez saber que, para uma vitória nas eleições, é preciso que todos os cidadãos, com o registo actualizado, exerçam de facto o seu direito cívico no dia 24 de Agosto. “Todos aqueles com 18 anos, e com registo em dia, devem ir às assembleias de voto para exercer o dever cívico”, apelou o candidato da UNITA.

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, anunciou, durante o acto de massas, a intenção de construir centros médicos em cada comunidade com 1000 habitantes, para assegurar os primeiros socorros a todas as pessoas que se confrontarem com qualquer doença.

Referiu que os hospitais de proximidade são importantes por salvar vidas de crianças, adultos e idosos, que, dado seu estado de emergência, “precisam, com alguma rapidez, de serem assistidos e medicados”. “As vezes, perdem-se vidas humanas devido à distância entre as comunidades e as unidades de referência, concluiu o líder da UNITA.


A UNITA está confiante num bom resultado na província de Cabinda nas eleições, para superar os que alcançou em 2017, em que obteve apenas um lugar no Parlamento, segundo o militante Lourenço Lumingo.

Adiantou, nesse sentido, durante o acto de massas, realizado no âmbito do lançamento da campanha eleitoral, que a confiança resulta da empatia que o partido tem na população. Lourenço Lumingo, disse que os militantes estão orientados a intensificarem as acções de mobilização e sensibilização para convencerem os eleitores a votar na UNITA.

“A UNITA está empenhada em vencer as eleições atribuir autonomia à província de Cabinda”, afirmou.