Connect with us

Politica

Presidente da República cumpre segundo dia de trabalho na província do Huambo

Published

on

O Presidente da República cumpre este sábado, 13, o segundo e último dia de trabalho na província do Huambo com a inauguração do primeiro Centro de Hemodiálise público do Huambo.

Com capacidade para 19 camas, possui uma sala de diálise com 50 máquinas de alta tecnologia, responsáveis pela filtragem do sangue e garantem um atendimento simultâneo de pacientes com insuficiência renal crónica e aguda em três sessões de diálise por semana. Conta, igualmente, com a instalação de uma fábrica de oxigénio, além de outros serviços hospitalares.

Hoje, o Chefe de Estado angolano visitou também as obras de construção do Campus Universitário do Dondi, no município de Cachiungo, cuja conclusão está prevista para Setembro deste ano.

Ontem, João Lourenço procedeu a inauguração do Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR), localizado no bairro de Macolocolo, na cidade do Huambo, devidamente equipado com meios técnicos de última geração.

O presidente, após o corte da fita, percorreu as áreas que compõem a infra-estrutura e recebeu informações detalhadas sobre o funcionamento do Centro virado para a formação de quadros da media, designadamente Rádio, Televisão, Imprensa, Comunicação Multimédia, Cinema, Publicidade e Marketing.

Construído numa área de 70 mil metros quadrados, a infra-estrutura alberga laboratórios, estúdios de rádio, de televisão, área de fotografia e imprensa, um auditório para 300 pessoas, um restaurante, anfiteatro, biblioteca, casas de passagem de tipo T4, quadra desportiva, dormitórios e um edifício técnico, além de outras valências de apoio.

Possui, igualmente, salas de gravação, de informática, redacções, área técnica de montagem simples, maquilhagem para facilitar quer os formadores quer os formandos, para harmonizar a teoria e a prática durante as sessões.

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira, considerou gratificante a região do Planalto Central ganhar o Centro de Formação de Jornalistas e disse que representa um grande equipamento social para permitir a melhoria da qualidade de Jornalismo em Angola nos vários domínios.

O governante reconheceu que o empreendimento foi concebido para atender, sobretudo, a formação de quadros da media da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), bem como para a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Na ocasião, a representante da Embaixada chinesa em Angola, Chen Seng, falou da parceria dos dois países e o compromisso do desenvolvimento, nos mais variados sectores da vida socioeconómica.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *