Connect with us

Politica

Presidente da Namíbia vai a enterrar este domingo

Published

on

Os restos mortais de Hage Geingob estão neste momento no Estádio da Independência, em Windhoek, para as cerimónias oficiais de Estado, abertas ao público, após ter sido velado, por toda a noite de sexta-feira e manhã deste sábado, nos Jardins do Parlamento, num cerimonial que conta com a presença de dezenas de Chefes de Estado, incluindo o Presidente da República, João Lourenço, e um contingente militar da Força Aérea Angolana (FAN), composto por 77 militares e oito aeronaves.

O programa inclui a entoação dos hinos da Namíbia e da União Africana, momento religioso com as igrejas Católica e Evangélica Luterana da Namíbia, mensagens do presidente interino do país, Nangolo Mbumba, assim como de Chefes de Estado e outros dignitários estrangeiros.

No domingo, a cerimónia está prevista para ocorrer das 10h às 12h, tendo como ponto alto a deposição da urna no túmulo dos Heróis de Acre, em simultâneo com o disparo de 21 salvas de canhões, exibição aérea, dentre outras actividades.

Hage Geingob morreu no dia 04 de Fevereiro, aos 82 anos, semanas depois de ter sido diagnosticado com cancro.

O vice-presidente Nangolo Mbumba assumiu no mesmo dia o comando da Namíbia até as eleições presidenciais e parlamentares no fim-do-ano, passando a ser o quarto presidente namibiano.

Nascido em 1941, Geingob estava no comando do país desde 2015, ano em que anunciou que havia sobrevivido ao cancro de próstata. Foi um político proeminente desde antes de a Namíbia conquistar a independência da África do Sul, governada pela minoria branca, em 1990.

“Perdemos uma figura ímpar da história contemporânea do povo namibiano” – João Lourenço