Connect with us

Politica

Presidente da Anata quer reconhecimento profissional dos taxistas

Published

on

O presidente da Associação Nacional dos Taxistas de Angola (ANATA), Francisco Paciência, foi recebido pelo Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, nesta quarta-feira, 16, com quem abordou a pretensão de ver a actividade de táxi reconhecida pelo Estado como uma profissão.

À saída da audiência, Francisco Paciência mostrou-se satisfeito com o gesto, tendo se manifestado “esperançoso em dias melhores” para os taxistas, na sua maioria jovens, e que apesar das dificuldades que diz enfrentarem todos os dias, dedicam-se no cumprimento do trabalho de transportar passageiros.

Paciência afirmou que existe da parte da ANATA o “desejo inequívoco de colaborar” com as autoridades angolanas no sentido de se melhorar o desempenho profissional e as condições sociais dos mais de 20 mil associados.

Segundo revelou, ao Vice Presidente da República apresentou várias sugestões com vista a valorizar a actividade de táxi, com destaque para a profissionalização dos taxistas, com direito à carteira profissional e a sua inclusão no sistema de protecção social.

Outra sugestão do líder associativista é a criação de órgão, o qual denominou Câmara Nacional dos Taxistas com vista a protecção dos direitos dos homens do volante.

A criação, por parte do Executivo, de mecanismos que obriguem a que todo cidadão que pretenda dedicar-se a título profissional ao transporte de passageiros a filiar-se numa associação da classe, também foi, igualmente uma das sugestões que disse ter apresentado ao Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa.